Estudar na Suíça

 

Suíça

 

A Confederação suíça, situada entre a França, a Itália, o Liechtenstein, a Áustria e a Alemanha, conta com mais de 8 milhões de habitantes para uma superfície de 41.300 km2. A Suíça, nação multiconfessional, multilíngue e multiétnica, formada por 26 cantões compostos de comunas políticas, é uma confederação democrática e republicana que compreende os três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário.

Visto que a Suíça é aberta para o mundo e tem uma forte presença de estrangeiros, várias organizações internacionais têm sua sede social na Suíça. Ela possui quatro línguas oficiais, sendo as duas mais faladas o alemão e o francês (respectivamente 64% e 20% da população), assim como o italiano e o romanche. A parte francófona da Suíça é chamada Suíça Romanda. Os cantões francófonos são: Vaud, Genebra, Neuchâtel e Jura e os cantões bilíngues: Valais, Berna e Friburgo. Em Valais e Friburgo mais de 70% da população é francófona.

Genebra, sede da ONU na Europa, é um centro da governança ao nível mundial em vários setores, entre outros, o comércio, o meio ambiente, a segurança, os direitos humanos, a educação. Em Genebra encontram-se cerca de trinta organizações internacionais, empresas multinacionais e centenas de organizações e de representações governamentais em missão. Lausanne, capital do cantão Vaud e quarta cidade em importância na Suíça, é conhecida como cidade privilegiada devido à importância dada à área da educação, da cultura, dos esportes e do meio ambiente.

Por causa dos Alpes, que formam uma barreira natural, o clima da Suíça é temperado ao norte, e ameno ao sul. As temperaturas podem mudar muito de uma região a outra por causa da grande quantidade de montanhas. Assim, no planalto suíço situado a 500 m do nível do mar, a temperatura média varia entre 30°C no verão e 0°C no inverno, ao passo que nas regiões situadas a mais de 3.000 m de altura, a temperatura não ultrapassa 10°C.

Fontes:
http://www.admin.ch/org/polit/index.html?lang=fr (em francês)
http://www.sbfi.admin.ch/campus-switzerland-f.html (PDF em francês)
http://www.studyinginswitzerland.ch/country-climate.htm (em inglês)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Suíça#Clima
http://pt.wikipedia.org/wiki/Suíça_romanda
http://graduateinstitute.ch/fr/home/about-us/la-geneve-internationale.html (em francês)
http://www.myswitzerland.com/pt/clima-1-1.html

Apresentação do sistema de ensino superior

A Suíça oferece formações de nível universitário variadas em universidades, escolas politécnicas federais, escolas superiores especializadas e escolas superiores pedagógicas. As escolas superiores universitárias abrangem dez universidades cantonais e duas escolas politécnicas federais frequentadas por 140.000 estudantes, sendo que 30% deles vêm do exterior.

As universidades cantonais recebem uma ajuda financeira da Confederação e dos cantões que não possuem universidades, mas cada cantão é responsável por sua universidade cantonal.

As escolas superiores suíças, que oferecem formações até ao nível do doutorado, são reconhecidas mundialmente pela riqueza de suas formações e por sua grande qualidade. As escolas superiores especializadas visam a preparação do aluno a uma prática profissional, e assim, são baseadas na prática e na pesquisa aplicada. As 14 escolas superiores pedagógicas são principalmente financiadas pelos cantões e formam uma grande parte dos professores.

Refletindo a diversidade cultural deste país, as universidades suíças oferecem formações em várias línguas, metodologias e eixos de pesquisa diferentes. Além disto, pela grande qualidade de suas formações, as universidades suíças são reconhecidas entre as melhores ao nível mundial.

A Suíça possui uma rede de consulados científicos, as swissnex, que apoiam as universidades, assim como a pesquisa junto aos organismos ligados à formação universitária e à pesquisa no exterior.

Para obter maiores informações sobre a oferta de formação na Suíça, consulte o documento: http://www.sbfi.admin.ch/campus-switzerland-f.html (PDF em francês).

Fontes:
http://www.sbfi.admin.ch/campus-switzerland-f.html (PDF em francês)
http://www.studyinginswitzerland.ch/ (em inglês)

Nome dos diplomas dos níveis universitários

O ensino superior suíço aplica o modelo internacional que inclui três ciclos, ou seja, o bachelor, o master e o doutorado. No caso das escolas superiores, a formação e a pesquisa são associadas, assim como a formação contínua e a prestação de serviços.

A Suíça adere ao processo de Bolonha, que visa a uniformização da oferta de formações ao nível universitário europeu e mundial, de maneira a encorajar a mobilidade. Segundo ele, a formação universitária se divide em:

  • bachelor – três anos de estudos;
  • master – um ano e meio a dois anos;
  • doutorado – entre dois e cinco anos de pesquisa e inclui a redação de uma tese.

O processo de Bolonha estabelece, também, um sistema comum de créditos ECTS (Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos). A obtenção de um diploma corresponde aos seguintes créditos:

  • 180 ECTS para um bachelor ;
  • entre 90 e 120 ECTS para um master;
  • a quantidade de ECTS varia muito de um programa a outro no doutorado, por exemplo, no caso de um doutorado em informática, o mínimo de créditos necessários é de 30 ECTS, e a redação de uma tese.

Fontes:
http://www.sbfi.admin.ch/campus-switzerland-f.html (PDF em francês)
http://www.studyinginswitzerland.ch/system-phd-studies.htm (em inglês)
http://www.studyinginswitzerland.ch/system-bachelor-studies.htm (em inglês)
http://www.sbfi.admin.ch/themen/hochschulen/02474/index.html?lang=fr (em francês)
http://www.studyinginswitzerland.ch/uzh/doctorate-informatics/phd-program-description?id=22954&disciplineId=11&phd=true (em inglês)

Vida Universitária

Tipos de atividades pedagógicas realizadas nos cursos

As universidades suíças se preocupam em manter uma grande qualidade no ensino. Assim, as universidades propõem um ensino variado, baseado nas competências. Além da excelência dos professores em suas áreas respectivas, elas valorizam também seus conhecimentos pedagógicos. A participação dos alunos nas aulas é encorajada, com trabalhos em equipe e saídas pedagógicas.

O tamanho das classes

As universidades suíças são reconhecidas pela proximidade entre os professores e os alunos. Assim, as classes com poucos alunos permitem uma melhor integração entre eles e dão espaço a uma maior participação.

Fontes:
http://www.sbfi.admin.ch/campus-switzerland-f.html (PDF em francês)
http://www.phlu.ch/fileadmin/media/phlu.ch/uu/km/imagebroschuere/PH_Luzern_Imagebroschuere_franzoesisch.pdf (PDF em francês)
http://www2.unine.ch/unine/page-2186.html (em francês)

Carga horária

Na Suíça, cada ano acadêmico equivale a 60 ECTS, que corresponde para o bachelor a de 1.500 a 1.800 horas de estudo, incluindo as aulas, as práticas e o estudo em casa. Por exemplo, dentro de um curso de 6 ECTS, o aluno deveria estudar entre 8 e 10 horas por semana, além das 2 horas de aula.

Fontes:
http://www.studyinginswitzerland.ch/system-bachelor-studies.htm (em inglês)
http://www.studyinginswitzerland.ch/system-phd-studies.htm (em inglês)

Relação professor-aluno

Na Suíça, as relações entre professores e alunos são calorosas e de grande qualidade. Mesmo se os professores são eminentes em sua área, eles são também muito acessíveis e disponíveis para orientar os alunos. Uma boa parte dos professores são originários de outros países que a Suíça, o que cria um ambiente multicultural muito aberto à interação.

Calendário

O ano acadêmico suíço é dividido em dois semestres, o do outono (de setembro a dezembro) e da primavera (de fevereiro a maio). O ano escolar começa no outono suíço.

Fonte:
http://www.swissuniversities.ch/fileadmin/swissuniversities/Dokumente/DE/FH/Publikationen/Studying_in_Switzerland_2014.pdf (PDF em inglês)

Avaliação e Validação

Métodos de controle do conhecimento

As modalidades de avaliação são explicadas pelo professor no início do semestre, levando em consideração vários critérios. Em geral, elas podem incluir provas ou trabalhos.

Sistema de avaliação e validação

A nota da avaliação é um número entre 1 e 6 que atesta se o aluno adquiriu ou não uma aprendizagem. Para passar, o aluno deve obter uma nota de 4 ou mais.

Serviços disponíveis no campus

As universidades suíças oferecem uma grande variedade de serviços aos alunos para lhes permitir obter sucesso em seus estudos. Assim, eles podem ter um apoio de acordo com suas necessidades específicas, e também integrar-se e melhor conciliar estudos e vida social. Entre outros, é possível encontrar no campus serviços acadêmicos, serviços de aconselhamento, ajuda psicológica, associações de estudantes e atividades culturais.

Fontes:
http://www.unige.ch/futursetudiants/vieEstudiantine.html (em francês)
http://www.phlu.ch/hep-lucerne/les-services/ (em francês)
http://www.unil.ch/central/home/menuguid/futurs-etudiants.html (em francês)
http://www2.unine.ch/unine/prestations_pour_les_etudiants (em francês)
http://www.unifr.ch/unilife/fr/campus.php?mainMenuItemToSlide=3 (em francês)

Modalidades de ingresso à universidade

São admitidos na Universidade na Suíça, os alunos que possuem um “certificado de maturidade” ou de Bachelor suíço. O “certificado de maturidade” é um diploma obtido após a formação no Ensino Médio (nível secundário) em uma instituição reconhecida pela Conferência Suíça dos Diretores Cantonais da Instrução Pública (Conférence suisse des directeurs cantonaux de l'instruction publique - CDIP) e pela Confederação, ou seja, passando no exame de maturidade (para obter maiores informações, consulte http://www.sbfi.admin.ch/themen/01366/01379/index.html?lang=fr - em francês). Os alunos que têm mais de 30 anos não precisam ter um certificado de maturidade para serem admitidos em uma universidade suíça.

As exigências para a inscrição no doutorado em uma universidade suíça variam de uma instituição a outra. Entretanto, todos os alunos admissíveis devem possuir um master (mestrado universitário) ou um diploma equivalente atribuído por uma universidade reconhecida. Para maiores informações, o aluno deve entrar em contato diretamente com a universidade. Visto que a admissão ao doutorado depende da aceitação da proposição de tese e do professor orientador, este processo pode ser demorado. É muito importante para o aluno conhecer bem as exigências de admissão da universidade escolhida.

Fontes:
http://www.sbfi.admin.ch/themen/01366/01379/index.html?lang=fr (em francês)
http://www.studyinginswitzerland.ch/enrollment-and-admission.htm (em inglês)

 

Processo de admissão

Para fazer um pedido de bolsa ao doutorado e pós-doutorado dentro do programa Ciência sem fronteiras, o aluno deve obter uma autorização da universidade na Suíça antes de enviar sua inscrição. Este aceite é uma condição prévia para o pedido de bolsa. O aluno pode entrar diretamente em contato com a instituição escolhida ou com a Secretaria de Estado de Educação, Pesquisa e Inovação (Secrétariat d’Etat à la formation, à la recherche et à l'innovation -SEFRI).

Assim que o aceite da universidade suíça é recebido, o aluno deve iniciar o processo de inscrição através do portal do Programa Ciência sem fronteiras de acordo com as datas limite previstas. (http://www.cienciasemfronteiras.gov.br)

Fonte:
http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/apresentacao67

Exigências linguísticas

As universidades suíças oferecem formações em várias línguas. Para ser admitido, o aluno deve ter um bom conhecimento da língua da formação escolhida. As instituições que oferecem formações em francês são: a Escola Politécnica Federal de Lausanne, a Universidade de Friburgo, a Universidade de Genebra, a Universidade de Lausanne, a Universidade de Neuchâtel, a Escola Superior da Suíça Ocidental, o Instituto de Estudos Superiores Internacionais e do Desenvolvimento e a Escola Superior Pedagógica de Lucerna.

Fonte:
http://www.studyinginswitzerland.ch/enrollment-and-admission.htm (em inglês)

Autorização de residência, autorização de trabalho

Os alunos estrangeiros podem trabalhar durante seus estudos em até 15 horas por semana durante o período de formação e podem trabalhar em tempo integral durante as férias. Em todo o tempo, eles devem informar ao serviço de imigração sobre suas atividades de trabalho. Entretanto, antes de começar a trabalhar, os alunos brasileiros devem esperar seis meses a partir do início da formação a fim de que um estudo sobre as condições do mercado de trabalho seja realizado e que o Ofício das Migrações possa lhes dar a autorização de trabalho necessária.

A fim de obter um visto antes de sua entrada na Suíça, os alunos brasileiros devem enviar um pedido a uma embaixada suíça ou consulado no Brasil. Para obtê-lo, os alunos devem respeitar as exigências de entrada em solo suíço e ter um endereço de moradia para a continuação dos estudos.

Endereços das embaixadas suíças e consulados no Brasil - https://www.eda.admin.ch/countries/brazil/fr/home/representations.html (em francês)

Fontes:
www.swissuniversity.ch (em inglês)
http://www.swissuniversities.ch/fileadmin/swissuniversities/Dokumente/DE/FH/Publikationen/Studying_in_Switzerland_2014.pdf (PDF em inglês)
https://www.eda.admin.ch/countries/brazil/fr/home/representations.html (em francês)

Moradia

Cada universidade suíça possui um serviço de moradia para ajudar os alunos a encontrar apartamentos ou quartos para a duração de seus estudos. É possível encontrar informações sobre vários tipos de moradia, assim como informações práticas sobre o aluguel e os contratos de locação. Os alunos estrangeiros devem pagar uma taxa de estadia, que pode variar de acordo com a comuna. Para obter maiores informações sobre a taxa de estadia da comuna onde deseja morar, consulte o site http://www.ucv.ch (em francês). É importante lembrar que o aluno deve ter um endereço de moradia antes de fazer um pedido de visto junto a uma embaixada suíça ou um consulado.

Fontes:
http://www.swissuniversities.ch/fr/services/etudier-en-suisse/informations-sur-les-etudes/logement/ (em francês)
http://www.unil.ch/sasc/home/menuinst/logement/conseils-pour-le-logement.html (em francês)

Sempre é possível fazer uma refeição ou um lanche a baixo custo nos restaurantes e cantinas dos principais prédios universitários. Alguns restaurantes universitários publicam o cardápio do dia em seus sites Internet.

Fontes:
http://www2.unine.ch/unine/page-39304.html (em francês)
http://restauration.epfl.ch/ (em francês)

 

Para mais informações

Consulte o site http://www.cienciasemfronteiras.gov.br
Para qualquer pergunta geral sobre o programa, envie uma mensagem para: info@sbfi.admin.ch

Para consulta
http://www.sbfi.admin.ch/campus-switzerland-f.html (PDF em francês)

Haut de page

População

8 milhões
 

Capital

Berna
 

Línguas

Francês
Alemão
Italiano
Romanche
Início da página